HORÁRIO DE

FUNCIONAMENTO

Segunda-Sexta: 16h-22:30h

Sábado e Domingo: por agenda

ENDEREÇO

Rua Diogo Feijó, 1956 - Estação - Franca, SP - 14405-212

ipra@institutopraxis.org.br

Tel: (16)  3026-1886 / (16) 98242-3235 

  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black

2009-2019 - Copy Left.

Criado com Wix.com

Finalidades

 

Fundado em 17 de maio de 2005, o INSTITUTO PRÁXIS DE EDUCAÇÃO E CULTURA (IPRA) é uma entidade sem fins lucrativos, que tem por finalidades gerais o desenvolvimento de reflexão e formulação acerca das realidades sociais a ela colocadas, aliadas ao desenvolvimento e aplicação de projetos e iniciativas de intervenção direta nestas realidades sob uma perspectiva classista, dialética e de construção de uma nova sociabilidade pautada na democracia participativa e na igualdade social.

Princípios

 

O IPRA adota e defende como princípios:

  • O regime representativo-democrático junto às instâncias políticas do Estado e da sociedade;

  • A ampla e irrestrita liberdade de organização e expressão de pensamento intelectual, político, cultural, religioso e sexual;

  • A defesa da justiça social, da dignidade e dos direitos da pessoa;

  • A defesa da educação, da cultura e da ciência como bens públicos e gratuitos, devendo ser de qualidade;

  • A integração com outras entidades civis representativas, na defesa de interesses e princípios comuns;

  • A defesa de uma nova ordem social, socialista, democrática, participativa e com igualdade social.

Objetivos Principais

 

  • Promover, através de debates, conferências, cursos e distribuição de impressos ou por quaisquer outros meios, a divulgação e discussão de assuntos culturais, sociais, políticos, esportivos e científicos, visando permitir a formação integral da pessoa humana e fomentar a consciência de sua função na construção de uma sociedade justa, fraterna e igualitária;

  • Desenvolver a cultura e a formação política como instrumentos de progresso da condição humana;

  • Difundir informação, cultura e formação política numa perspectiva libertária;

  • Formar militantes e intelectuais de acordo com suas orientações e princípios;

  • Registrar, arquivar e documentar iniciativas, sujeitos, processos e períodos que contribuam para a consecução de uma nova ordem social não capitalista;

  • Pesquisar e aplicar projetos de pesquisa e de intervenção que busquem melhorar as condições sociais da comunidade e seu desenvolvimento, nas mais diversas áreas;

  • Assessorar movimentos e organizações sociais para atingir os objetivos gerais e específicos compatíveis com os objetivos e princípios da associação;

  • Promover a discussão de problemas que afetem a sociedade brasileira, colaborando com a sua solução;

  • Reivindicar, junto aos órgãos públicos, melhorias ou reparos referentes à urbanização e infra-estrutura, em benefício da comunidade;

  • Colaborar com os órgãos públicos responsáveis pelos serviços de infra-estrutura urbana;

  • Assessorar e executar projetos de políticas públicas;

  • Promoção gratuita da educação e da saúde, incluindo prevenção de HIV-AIDS, DST e consumo de drogas;

  • Promoção de intercâmbio com entidades científicas, de ensino e de desenvolvimento social, nacionais e internacionais, bem como o desenvolvimento de estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos;

  • Estabelecer convênio com instituições de ensino superior, para realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão;

  • Auxiliar na organização de rádios e tvs comunitárias e educativas;

  • Promover a radiodifusão comunitárias e educativas;

  • Patrocinar a difusão da cultura e formação política nos meios de comunicação diversos;

  • Através do ensino e da arte, promover a cultura e os direitos humanos;

  • Promover, judicial e extrajudicialmente, a defesa dos direitos humanos, dos direitos difusos e coletivos, do meio ambiente, do consumidor, dos bens e direitos de valor cultural, artístico, estético, histórico, urbanístico e paisagístico, encaminhando denúncias, propondo e acompanhando o andamento de processos contra violações destes direitos, quer de seus associados e parceiros, e da sociedade em geral;

  • Contribuir na construção e fortalecimento de espaços democráticos e organizações Populares que visem o respeito incondicional aos, princípios, direitos e garantias fundamentais que estruturam a Constituição Federal e os Tratados Internacionais que o Brasil for signatário;

  • Prestar assistência judiciária, formação humana e profissional aos presidiários e apoiar a reintegração social dos egressos do sistema penitenciário;

  • Defesa e promoção de direitos das pessoas portadoras de necessidades especiais, dos direitos da mulher, da criança e adolescente, dos negros, dos indígenas e dos moradores de rua;

  • Assessoria jurídica gratuita e combate à todo o tipo de discriminação sexual, racial, religiosa e social, trabalho forçado e infantil, e tortura;

  • Defender o direito das minorias e dos marginalizados, para assegurar a dignidade de vida a toda pessoa humana;

  • Estudar, desenvolver e divulgar os direitos humanos, dentro de uma visão pluralista;

  • Favorecer relações de ajuda técnica e o apoio humano entre os profissionais do direito, e destes para quem se dedica pela justiça solidária em favor da vida, em todas as formas de expressão;

  • Criar e promover cursos de capacitação profissional e de inclusão digital;

  • Execução de programas de qualificação do cidadão e a inclusão da pessoa portadora de necessidades especiais no mercado de trabalho através da educação, do resgate de conhecimentos tradicionais, do artesanato, do saber científico, da democratização e acesso à tecnologia de informação;

  • Promoção da geração de trabalho e renda comunitária, através do ensino de práticas produtivas cooperativistas e associativistas de valor cultural e/ou econômico, usando todo conhecimento técnico-científico da universidade, através de programas de extensão universitária;

  • Experimentação, não lucrativa, de novos modelos sócio-produtivos e de sistemas alternativos de produção, comércio, emprego e crédito.

Os Fundadores

Aline Pinheiro de Carvalho Reda, Ana Luisa Silva Robazzi, Antonio Alberto Machado, Antonio Sérgio Escrivão Filho, Aretha Amorim Bellini, Caio Jesus Granduque José, Carla Arantes de Souza, Carla Benitez Martins, Carolina Maria Gera Abrão, Clayton Cardoso Romano, Danilo Uler Corregliano, Elisabete Maniglia, Fabiano Segismundo, Fábio Henrique Esposto, Fernanda Cyrineo Pereira, Fernanda dos Reis Castilho Pereira, Flávia Gonçalves Canesqui, Helena de Assis Mota, Jeferson Fernando Celos, Juliana Martins, Lana Miceli Fava, Larissa Ambrosano Packer, Luciana Cristina Bortolotti, Luis Guilherme Silva Robazzi, Luis Henrique Domingues, Luis Henrique Salina, Manoel Ilson Cordeiro Rocha, Márcio César Bianchi, Mariana Bacchim, Milena Brentini Santiago, Milton Andreza dos Reis, Paulo Francisco Soares Freire, Pedro Henrique de Moraes Cícero, Priscila Cenzi Simões, Rita de Cássia Gandolpho, Robson André da Cruz, Tito Flávio Bellini Nogueira de Oliveira, Tony Rocha, Vinícius Reis Barbosa, Viviane da Silva Junta, Wendell Luciano da Silva.